SOU EU PRÓPRIA!!!

A minha foto

..Se as flechas perfuram o corpo,

as palavras podem trespassar a alma...

(Umberto Ec

EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

SONETO DO AMIGO

Soneto do Amigo


Enfim, depois de tanto erro passado
Retaliações
Tanto perigo!
Eis que ressurge noutro, o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.
É bom sentá-lo novamente ao lado
Com olhos que contêm o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo
Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover 
E a disfarçar com o meu próprio engano. 
O amigo:
Um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica...
Viniciu de Moraes



4 comentários:

  1. Este poema do Vinicius é mesmo interessante.
    Betinha, querida amiga, tem um bom resto de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. EFECTIVAMENTE É ISSO MESMO!!
    MUITO OBRIGADA PELA TUA PASSAGEM NO MEU CANTINHO.
    UM BEIJINHO AMIGO

    ResponderEliminar
  3. Um lindo soneto ,um amigo verdadeiro coisa rara mas que ainda existe ,muitos beijinhos Betinha

    ResponderEliminar
  4. Olá amigo Emanuel
    Os amigos é um grupo em vias de extenção!
    Um belissimo dia e beijinhos

    ResponderEliminar