SOU EU PRÓPRIA!!!

A minha foto

..Se as flechas perfuram o corpo,

as palavras podem trespassar a alma...

(Umberto Ec

EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

A minha vida é um barco abandonad


A minha vida é um barco abandonado
Infiel, no ermo porto, ao seu destino.
Por que não ergue ferro e segue o atino
De navegar, casado com o seu fado ?
Ah! falta quem o lance ao mar, e alado
Torne seu vulto em velas; peregrino
Frescor de afastamento, no divino
Amplexo da manhã, puro e salgado.
Morto corpo da ação sem vontade
Que o viva, vulto estéril de viver,
Boiando à tona inútil da saudade.
Os limos esverdeiam tua quilha,
O vento embala-te sem te mover,
E é para além do mar a ansiada Ilha.



Fernando Pessoa

sábado, 28 de maio de 2011

♥ Bom Fim de Semana ♥

♥ Bom Fim de Semana ♥

O verdadeiro tesouro é
aquele que enriquece a alma,
e tem o brilho de um olhar.

Lindo é  esse laço poético
chamado Amizade!!! 
Tente  ser feliz na vida
Com paz e amor no seu ♥

Eu!! 

quinta-feira, 26 de maio de 2011

A MÃE DO RUI PEDRO NÃO DESISTE



A MÃE DO RUI PEDRO NÃO DESISTE
- impossível não reencaminhar

POR FAVOR ESPERO DA TUA PARTE O REENCAMINHAMENTO-MANDEM PARA O ESTRANGEIRO... RUI PEDRO NAO DEIXES MORRER A TUA MÃE. SE VIRES ESTA MENSAGEM A TUA MÃE SOFRE TERRIVELMENTE NÃO TE ESQUECE... POR FAVOR CONTACTA-A . OBRIGADA A TODOS QUE REENCAMINHAREM. ESTA ...MÃE NÃO DESISTE QUE GRANDE MÃE... RUI PEDRO Esta mensagem é um dos métodos a que a mãe do Rui Pedro tem recorrido para que a ajudem a encontrar o filho, já que as autoridades Portuguesas têm deixado arrastar este caso há já nove anos. O mínimo que podemos fazer é reenviar esta mensagem para os nossos contactos na esperança de que um dia ela venha a dar os seus frutos. Por favor divulguem esta mensagem junto dos vossos contactos nacionais e internacionais. Ver mais
PS:Copiado do meu  mural  no  F.B.
Vai continuar aqui o apêlo,no cimo do meu perfil...Tenho "n" nº de  amigos,se todos eles repassarem,uma só vez que seja...imaginem o "eco" que não dá!
Vamos pensar no sofrimento alheio,até porque, amanha talvez sejamos nós a precisar.
Um bj e obgd

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Porque são assim as pessoas?

Hoje não venho transcrever um poema
Não venho colocar um vídeo
Venho mesmo escrever um "desabafo"

Há muito,muito tempo
eu,como todas as jovens da minha época
escrevíamos num diáro:
(pequeno livro que fechava com aloquete)
Os amores e  desamores,
as alegrias e as tristezas
os suçessos e fracassos.
Hoje,de uma forma tecnicamente evolúida
e mais conscientes da vida, bem no fundo,
mesmo lá no fundinho a situação é semelhante!
As pessoas continuam iguais...
Boas, más,falsas,sinceras,enfim,
de tudo um pouco...
Não sou melhor nem pior,
porém, de uma verdade eu sei:
Sou incapaz de ferir o meu semelhante
e se involuntáriamente  o fizer
assim  que o reconheça,tento ser humilde
e até pedir "perdão" se preciso for!
Hoje fiquei tão decepcionada...com as "supostas amizades"!
Eu  sou um insignificante ser humano,mais uma ou menos uma
no meio de uma multidão!
Como pode haver tanta "dor de cotovelo"dizia-se na minha terrinha"
do que eu faço,do que eu digo e até do que eu sou como gente?
O que me assusta:
È o comportamento desmedido  da humanidade demonstrada
na primeira  oportunidade que se lhes apresenta!
Porque são assim as pessoas?
Não consigo entender!
Sei sim, que cada vez mais  vou-me  ..."esconder  na minha concha"
e serenamente  viver alheia ao mal
"DE TUDO E DE TODOS"
  que em nome da:
"DITA AMIZADE"
atraiçoam  pelas costas!

(Desculpem o meu sincero desabafo)

"A vida para uns é um lindo sol,para outros, é simplesmente...uma negra sombra"















My Choice - Nana Mouskouri: La Paloma

ADORO!!!

domingo, 22 de maio de 2011

O MEU BALÃO!

Comprei um balão. 
Fechei os olhos.
Iniciei uma viagem:
Saí de lá,da minha terra
que fica a "abraçar"  a  Serra,
Sobrevoei rumo a um País Tropical.
Parei:
Era lindo,muito lindo!
Continuei  navegando pelo rio
e preparei a partida
recordando uma dolorosa despedida.
Voltei para uma outra terra
que fica a "beijar" a Serra.
Gestos diferentes,sentimentos iguais!
Parei:
Era Feliz,muito feliz!
Continuei pelo rio... e ...e...
venho ao meu Porto de abrigo.
Berço da minha ascendência e descendência.
Sei que vivo e luto com a minha consciência.
Abri os olhos e o meu balão
não foi mais que uma remota ilusão!
(EU)

quinta-feira, 19 de maio de 2011

...Súplica...

Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.

Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada

MIGUEL TORGA

....e.......e.......


terça-feira, 17 de maio de 2011

...Ser Feliz...


Ser feliz, não é ter uma vida perfeita.
Mas, usar as lágrimas para irrigar a tolerância.
Usar as perdas para refinar a paciência,
e as falhas para esculpir a serenidade.
Jamais desista de si mesmo, nem das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz...
 (Imagens minhas)

Nana Mouskouri - Love Story


....Uma belissima semana

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Queria...

Queria...

Queria ser teu sorriso para te acompanhar em
teus momentos de alegria e compartilhar
contigo a tua felicidade.
.
Queria ser tua lágrima para rolar em teu rosto,
aliviar tua dor e toda a tua tristeza.



Queria ser qualquer coisa que pudesse fazer
você lembrar que eu existo e que não sei
viver sem você.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
HOJE...

Preciso de um abraço,
um afago cheio de mimo,
um olhar carinhoso.

Hoje quero sentir o amor
a invadir minha alma solitária.
E ter a certeza que buscar sua
amizade ainda vale a pena.



(Rodrigo)
PS:Sublinho este poema! 

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Quem não Dava a Vida por um Amor?

Quem não Dava a Vida por um Amor?
O essencial é amar os outros. Pelo amor a uma só pessoa pode amar-se toda a humanidade. Vive-se bem sem trabalhar, sem dormir, sem comer. Passa-se bem sem amigos, sem transportes, sem cafés. É horrível, mas uma pessoa vai andando.
Apresentam-se e arranjam-se sempre alternativas. É fácil.
Mas sem amor e sem amar, o homem deixa-se desproteger e a vida acaba por matar.
Philip Larkin era um poeta pessimista. Disse que a única coisa que ia sobreviver a nós era o amor. O amor. Vive-se sem paixão, sem correspondência, sem resposta. Passa-se sem uma amante, sem uma casa, sem uma cama. É verdade, sim senhores.
Sem um amor não vive ninguém. Pode ser um amor sem razão, sem morada, sem nome sequer. Mas tem de ser um amor. Não tem de ser lindo, impossível, inaugural. Apenas tem de ser verdadeiro.
O amor é um abandono porque abdicamos, de quem vamos atrás. Saímos com ele. Atiramo-nos. Retraímo-nos. Mas não há nada a fazer: deixamo-lo ir. Mai tarde ou mais cedo, passamos para lá do dia a dia, para longe de onde estávamos. Para consolar, mandar vir, tentar perceber, voltar atrás.
O amor é que fica quando o coração está cansado. Quando o pensamento está exausto e os sentidos se deixam adormecer, o amor acorda para se apanhar. O amor é uma coisa que vai contra nós. É uma armadilha. No meio do sono, acorda. No meio do trabalho, lembra-se de se espreguiçar. O amor é uma das nossas almas. É a nossa ligação aos outros. Não se pode exterminar. Quem não dava a vida por um amor? Quem não tem um amor inseguro e incerto, lindo de morrer: de quem queira, até ao fim da vida, cuidar e fugir, fugir e cuidar?

Miguel Esteves Cardoso, in 'Último Volume'

domingo, 1 de maio de 2011

A TODAS AS MÃES!!

De Joelhos

“Bendita seja a Mãe que te gerou.”
Bendito o leite que te fez crescer
Bendito o berço aonde te embalou
A tua ama, pra te adormecer!

Bendita essa canção que acalentou
Da tua vida o doce alvorecer ...
Bendita seja a Lua, que inundou
De luz, a Terra, só para te ver ...

Benditos sejam todos que te amarem,
As que em volta de ti ajoelharem
Numa grande paixão fervente e louca!

E se mais que eu, um dia, te quiser
Alguém, bendita seja essa Mulher,
Bendito seja o beijo dessa boca!!

Florbela Espanca, in "Livro de Mágoas"