EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

AMIZADE!!!!

                (EXATAMENTE)


AMIZADE

Mais que uma mão estendida
mais que um belo sorriso
mais do que a alegria de dividir
mais do que sonhar os mesmos sonhos
ou doer as mesmas dores
muito mais do que o silêncio que fala
ou da voz que cala, para ouvir
é, a amizade, o alimento 
que nos sacia a alma
e nos é ofertado por alguém 
que crê em nós.
Desconhecido

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

QUEM SOU EU?



QUEM SOU EU?
UMA COMUM MORTAL
QUE PASSA PELA VIDA
CAÍDA.
DISTRAÍDA
E SEM RUMO NEM MEDIDA!

NÃO USO PALAVRAS CARAS
PORQUE SOBEJAMENTE SABEMOS,
QUE VAI ALTERAR TODO O SENTIDO
TANTA,MAS TANTA GENTE A FALAR BONITO!

VIRADA AO CONTRÁRIO.
-:O QUE DISSE????
DISSE TUDO,MAS NADA SE COMPREENDEU!!!

NÃO É CRITICA,DE FORMA ALGUMA.
É UM DESABAFO MEU,
 REVOLTADA
QUEBRADA
E PORQUE NÃO,AMALDICOADA?

SE LEVANTAR-MOS OS OLHOS AO ALTO.
TEMOS AQUI  UM FRACO RESUMO
DE QUEM SOMOS
DO QUE FOMOS
E DO QUE VIREMOS A SER.?

VIVER EM PORTUGAL
,É LUTAR
É ARRISCAR,
"CHAFURDAR"
BETINHA

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

0 SILÊNCIO!!!



Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.

Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada.
MIGUEL TORGA

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

NA PELE AINDA ÚMIDA......

Na pele ainda úmida 
pela saliva que ficou 
dos teus beijos
tuas mãos acariciaram cada poro
cada espaço teu, 
quando nossos lábios sedentos
se deliciaram com a poção mágica
da volúpia do desejo e do querer

Nela ficaram o gosto
e o aroma inebriante
da seiva do amor
na explosão dos nossos
inconfessáveis desejos

Na interminável noite
em que o dia não amanheceu
para que em nós se cumprisse
o rito sublime da paixão
que nossos corpos e almas procuraram
- desde sempre -
na urgência do amor
que em nós se fez eterno

MAKTUB!*

.
© Sonie Marie
(ao abrigo do código do direito de autor)

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Poderíamos acariciar o amor.....


Poderíamos acariciar o amor
se nossas mãos estivessem 
entrelaçadas

Poderíamos abraçar o amor
se nos nossos abraços 
nos sentíssemos inteiros

Poderíamos falar de amor
se nossas bocas soubessem saborear
os sublimes desejos da paixão

Poderíamos fazer o amor 
perpetuar-se em nós
se nos entregássemos
de corpo e alma...

Mas ficamos só(s) no desejo!
.
© Sonie Marie
(ao abrigo do código do direito de autor)
                        

domingo, 31 de dezembro de 2017

CARO AMIGO/A: CONVIDO-TE A TI E FAMÍLIA PARA
O EMBARQUE IMEDIATO NO VOO 2018
NA BAGAGEM, LEVA SÓ AS MELHORES RECORDAÇÕES DE 2017
DEIXA OS MAUS MOMENTOS NOS «PERDIDOS E ACHADOS»
A DURAÇAO DA VIAGEM, SERÁ EXACTAMENTE DE 12 MESES.
AS TUAS PRÓXIMAS ESCALAS SERÃO:
- SAÚDE, AMOR, ALEGRIA, HARMONIA, PROSPERIDADE E PAZ
 
O COMANDANTE DE BORDO PROPÕE-TE O MENÚ:
 
- COCKTAIL DE AMIZADE
SUPRÊME DE BOA SAÚDE
GRATINÉE DE PROSPERIDADE
PLATEAU DE EXCELENTES NOTÍCIAS
SALADA DE MUITA PROSPERIDADE
BÛCHE DE FELICIDADE
TUDO ACOMPANHADO DE MUITOS MOMENTOS DE ENORMES GARGALHADAS
 
BOA E AGRADÁVEL VIAGEM A BORDO DO VOO 2018!
E... BOM ANO!!!

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

TU,QUE DORMES AO LUAR!!!



“Tu que dormes a noite na calçada de relento
Numa cama de chuva com lençóis feitos de vento
Tu que tens o Natal da solidão, do sofrimento
És meu irmão amigo
És meu irmão

E tu que dormes só no pesadelo do ciúme
Numa cama de raiva com lençóis feitos de lume
E sofres o Natal da solidão sem um queixume
És meu irmão amigo
És meu irmão

Natal é em Dezembro
Mas em Maio pode ser
Natal é em Setembro
É quando um homem quiser
Natal é quando nasce uma vida a amanhecer
Natal é sempre o fruto que há no ventre da Mulher

Tu que inventas ternura e brinquedos para dar
Tu que inventas bonecas e combóios de luar
E mentes ao teu filho por não os poderes comprar
És meu irmão amigo
És meu irmão

E tu que vês na montra a tua fome que eu não sei
Fatias de tristeza em cada alegre bolo-rei
Pões um sabor amargo em cada doce que eu comprei
És meu irmão amigo
És meu irmão

Natal é em Dezembro
Mas em Maio pode ser
Natal é em Setembro
É quando um homem quiser
Natal é quando nasce uma vida a amanhecer
Natal é sempre o fruto que há no ventre da Mulher
(José Carlos Ary dos Santos, “Quando um homem quiser”)