SOU EU PRÓPRIA!!!

A minha foto

..Se as flechas perfuram o corpo,

as palavras podem trespassar a alma...

(Umberto Ec

EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

QUE A VIDA ENSINE:


"Que a vida ensine que tão
ou mais difícil do que ter razão, é saber tê-la.
Que o abraço abrace.
Que o perdão perdoe.
Que tudo vire verbo e verbe.
Verde. Como a esperança.
Pois, do jeito que o mundo vai,
dá vontade de apagar e começar tudo de novo..."
 
Bom fim de semana
 
Betinha correia


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Não tenho ambições nem desejos...

IMAGEM DE;SERAFIM CORREIA
Não tenho ambições nem desejos.
ser poeta não é uma ambição minha.
É a minha maneira de estar sózinha.
...

Ou quando uma nuvem passa a mão por cima da luz
E corre um silêncio pela erva fora.
...
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe porque ama, nem sabe o que é amar...
...

Do cimo da  minha "Serra da Estrêla",vejo a minha aldeia
vejo o quanto na terra, se pode ver o Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer,
Porque eu sou do tamanho que a vejo
E não do tamanho da minha altura...
...

A mim ensinou-me tudo.
Ensinou-me a olhar para as coisas.
Aponta-me todas as coisas que há nas flores.
Mostra-me como as pedras são engraçadas
Quando a gente as tem na mão
E olhar devagar para elas!
A:D:

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Reutilizar.org É Simples, Fácil e Genial !


"Ver muito e ler muito aviva o engenho do homem."

Miguel Cervantes


Quando era pequeno lia e relia os livros do ensino primário da minha mãe e dos meus tios maternos. Os livros tinham na 1.ª página o nome dos meus familiares e notava-se claramente que tinham passado por todos ou pela maioria deles.

Quando saí de Loriga, notei que todos os anos tinha de ter livros novos. Notei igualmente que os meus colegas, com outros professores, mas as mesmas disciplinas, tinham livros diferentes dos meus.

Houve um ano, na minha passagem pelo ensino secundário que graças ao meu pai, consegui obter livros emprestados de uma biblioteca alfacinha, que me fizeram poupar bastantes trocos, mas apenas a uma disciplina.

Todos os anos, os livros mudam e mudam os programas escolares. Desde que entrei para a classe do Senhor Professor Coutinho, em Loriga, que oiço falar em Reforma do Ensino e cada vez mais vejo pessoas, que mais do que conhecimento, demonstram falta de criatividade e ginástica mental para resolverem problemas e ultrapassarem os vários desafios da vida.

Aplaudo assim o projecto reutilizar.org e faço votos para que a sociedade portuguesa, europeia e a humanidade no geral se una e crie mais ideias e formas de crescimento dos valores comuns.

Partilho o texto de Henrique Trigueiros Cunha e espero que nas cidades de Lisboa, Guarda, Seia, na vila de Loriga e noutras tantas terras, ideias iguais possam surgir, bem como, pessoas receptivas a este interessante projecto.

*

https://sites.google.com/site/reutilizarorg/ 

“Pouco a pouco temos conseguido construir um movimento sólido, credível e consequente, capaz de passar eficazmente a sua única mensagem - os Portugueses querem Reutilizar os seus livros escolares e esta deve ser uma prática Universal em Portugal!

A este movimento juntam-se diariamente centenas de pessoas, umas abrindo novos pontos de troca ou oferecendo-se como voluntários nos bancos existentes, outras partilhando e/ou trocando os seus livros escolares, outras ainda partilhando activamente as nossas boas notícias no facebook e nos seus círculos de amigos e conhecidos (de realçar que a partilha no facebook continua a ser muito importante tendo sido há 1 ano atrás a origem de todo este projecto).

O somatorio de todas estas contribuições fazem o que hoje todo o País já começa a conhecer como Movimento pela reutilização dos livros escolares.

Um movimento de cidadãos para cidadãos, sempre com um discurso positivo e pela positiva, baseado no princípio "eu faço para dar o exemplo" e transversal a todas as classes sociais e económicas.

Ainda assim, depois de umas dezenas de milhar de livros trocados, pouco conseguimos fazer se atendermos ao facto de que no nosso País são usados anualmente mais de 9.000.000 de livros escolares!

Por isso aproveito esta nota para pedir a todos quanto querem ajudar este movimento a atingir o seu objectivo que partilhem incessantemente as nossas notícias e outras informações relevantes que permitam que de uma vez por todas a Reutilização dos livros escolares seja uma prática Universal em Portugal.

(todas as informações estão no nosso site em reutilizar.org)

Obrigado por partilharem também esta nota!”

Henrique Trigueiros Cunha



quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Morre lentamente quem ......


,Morre lentamente quem não viaja,quem não lê, quem  não ouve música, quem não encontra graça em sim mesmo....Morre lentamente quem não se torna escravo do hábito,repetindo,todos os dias os mesmos trejectos quem não muda de marca,não arrisca a vestir uma nova cor,quem não conversa com quem nao conhece..Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho e o seu amor,quem não arrisca o incerto,pelo  incerto.para ir atrás de um sonho ...quem não permite, pelo menos ,uma vez na vida fugir dos conselhos sensatos.....







Pablo de Neruda