Acerca de mim

A minha foto

..Se as flechas perfuram o corpo,

as palavras podem trespassar a alma...

(Umberto Ec

EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

BOM CARNAVAL.


O CAMPINO!!!!
"Não chores pelo que perdeste, luta pelo que tens.
Não chores pelo que está morto, luta por aquilo que nasceu em ti.
Não chores por quem te abandonou, luta por quem está contigo.
Não chores por quem te odeia, luta por quem te quer.
Não chores pelo teu passado, luta pelo teu presente.
Não chores pelo teu sofrimento, luta pela tua felicidade."
Com as coisas que vão nos acontecendo vamos aprendendo que tudo é possível de se resolver, apenas segue em frente...
Bom Dia!

sábado, 18 de fevereiro de 2017

UMA SAUDADE PERMANENTE....


MINHA FILHA:
PRECISAVA TANTO DE TI A MEU LADO.
UM FILHO NUNCA DEVIA MORRER ANTES DOS PAIS.
É UMA ANGUSTIA  QUE O TEMPO APAGA JAMAIS!
OLHA MINHA LINDA E MAROTA,NÃO VAMOS RECORDAR
O PASSADO.
FALEMOS NO PRESENTE,E O PRESENTE SERÁS SEMPRE TU.
TENS UM MANO MARAVILHOSO,E TÊM O MESMO SINAL
NO PULSO COMO TU TINHAS.
NÓS VAMOS ANDANDO,CANTANDO E CHORANDO.
NO DIA DE HOJE,HÁ FESTA NO CÉU,PORQUE  UMA
ESTÊLA TÊM OUTRO BRILHO,MINHA ADORADA FILHA.

O MANO,MANDA-TE UM BEIJO
EU,MANDO-TE UM SEGREDO.

ADORO-TE MARTA SOFIA.
TUA MÃE


ELISABETE MARIA.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

QUANDO EU NASCI......


Quando eu nasci,
ficou tudo como estava,
Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu,
nem houve Estrelas a mais…
Somente,
esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.

As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém…

P’ra que o dia fosse enorme,
bastava
toda a ternura que olhava
nos olhos de minha Mãe…

José Régio

domingo, 5 de fevereiro de 2017

SONETO DO AMIGO.



Soneto do amigo

Enfim, depois de tanto erro passado 
Tantas retaliações, tanto perigo 
Eis que ressurge noutro o velho amigo 
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado 
Com olhos que contêm o olhar antigo 
Sempre comigo um pouco atribulado 
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano 
Sabendo se mover e comover 
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica...
Vinicius de Moraes