EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

O CAVALO! (LINDO!)





                                                                         
O CAVALO!
                




Teus poros exalam o fumo
Do lar dos deuses de onde vieste.
Rompante de espuma e de lume
És sol quadrúpede ou mar equestre?

Desfilando derramas o ouro
Do teu rio inacabável,
Desmedido relâmpago louro
De um deus equídeo possante e frágil.

Tudo existiu para que fosses
No contraluz desta madrugada
Mitológica proporção perfeita
Em purpúrea bruma recortada.

Pois que te é divino mister
Humanos olhos extasiar
A dúvida é só perceber
Se vieste do sol ou do mar.



Natália Correia
Poesia Completa
Inéditos 1985/90
Publicações Dom Quixote
1999

4 comentários:

  1. Olá Betinha.Muito poucas vezes leio poesia de Natália Correia,e cada vez mais precisamos de palavras interventivas para alguns acordarem.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Olá miguxa!
    È uma realidade!
    Eu vou lendo,sempre que posso,de tudo um pouco.
    Obrigada pelo carinho.
    beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Olá Betinha! Entrei em teu blog e fiquei fascinada por esta poesia de Natália correia e o cavalo que é lindo :)

    Se quiseres visita-me em meu blog e serás Bem vinda!

    Bom fim de semana,beijo

    Carla Granja

    http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  4. Olá Carla!
    Claro que sim!
    Irei com todo o gosto.
    Adoro cavalos e foi mesmo esta poesia, que eu achei justa postar.
    Bom fim de semana e muito obrigada.

    ResponderEliminar