EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Há Palavras que Nos Beijam !

Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca.
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto;
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

Alexandre O'Neill, in 'No Reino da Dinamarca'

2 comentários:

  1. Olá Betinha.Adoro Alexandre O'Neill,este poema é maravilhoso as palavras sempre presentes que fazem despertar sentimentos e emoções.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ola amiga
    Curiosamente é um poema que me diz tudo,por isso eu algumas vezes tenho a tentação de o repetir!!
    Logo, pelo inicio do poema,fico uma apaixonada,è a realidade!
    Obrigada beijinhos

    ResponderEliminar