Acerca de mim

A minha foto

..Se as flechas perfuram o corpo,

as palavras podem trespassar a alma...

(Umberto Ec

EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

sábado, 15 de novembro de 2014

PERDI OS MEUS FANTÁSTICOS CASTELOS!!!



Perdi os Meus Fantásticos CastelosPerdi meus fantásticos castelos 
Como névoa distante que se esfuma... 
Quis vencer, quis lutar, quis defendê-los: 
Quebrei as minhas lanças uma a uma! 

Perdi minhas galeras entre os gelos 
Que se afundaram sobre um mar de bruma... 
- Tantos escolhos! Quem podia vê-los? – 
Deitei-me ao mar e não salvei nenhuma! 

Perdi a minha taça, o meu anel, 
A minha cota de aço, o meu corcel, 
Perdi meu elmo de ouro e pedrarias... 

Sobem-me aos lábios súplicas estranhas... 
Sobre o meu coração pesam montanhas... 
Olho assombrada as minhas mãos vazias... 
Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas" 

3 comentários:

  1. Uma belíssima escolha poética.
    Adoro a poesia da Florbela.
    Tem um bom fim de semana, querida amiga Betinha.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Adoro Florbela,nem acredito ainda hoje fui a fnac comprar o livro dela de sonetos ,muitos beijinhos querida amiga Betinha .

    ResponderEliminar
  3. Desconhecia este poema de Florbela Espanca.

    Trágico, nostálgico como todos os que se lhe atribuem. Uma emotividade à flor da pele.
    Parabéns pela escolha !
    Ana

    ResponderEliminar