EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Quem sou eu?



Quem sou eu? '
Sou  um ser humano
perdido na multidão
os meus passos são  rasgados
assim como é  o meu coração.

Numa época  em que tanto se luta
pela violência doméstica e com justa causa,
porque não há punição para a vilolência verbal?
Essa nao mata,mas sangra e ninguém  a  escuta
Porque o silêncio é atroz,a dôr é profunda e sem cura.



Betinha Correia...


UMA BOA SEMANA

4 comentários:

  1. Somos apenas simples mortais imperfeitos por natureza , eu sou nada mais que aquilo que não sou nada mais que isso e muito menos que aquilo que não sou ,lindo momento Betinha beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Emanuel
    Beijinhos e bom f de semana

    ResponderEliminar
  3. A violência verbal, apesar de quase sempre não ser tão grave como a física, não deixa de ser uma coisa que cada vez mais aflige a humanidade. É uma violência quase invisível que, quando continuada, pode ser muito cruel.
    Gostei das tuas palavras.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Não estou ainda em condições de te responder,meu amigo.
    Muito obrigada pela tua compreenção
    Beijinho amigo.

    ResponderEliminar