SOU EU PRÓPRIA!!!

A minha foto

..Se as flechas perfuram o corpo,

as palavras podem trespassar a alma...

(Umberto Ec

EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

domingo, 3 de março de 2013

O que por vezes vejo nos teus olhos


O que por vezes vejo nos teus olhos
é a minha casa
com janelas tuas,
praticamente iguais às que tenho
abertas para ti
nas minhas arcas proibidas.

De unhas perfeitas,
com aromas de amor
e sorrisos estampados no vestido justo,
que do teu corpo revelam mistérios,
as visões são perturbantes,
porque reais.

Corpórea, apesar de deusa,
és mulher a quem vale a pena
derrubar muros e acender fachos nupciais
no ar que te beija,
porque os teus lábios me lembram
uma cama acesa.



Poema: Nilson Barcelli © 

2013 - Fotografia: da Net

4 comentários:

  1. Obrigado pelo destaque deste meu poema.
    Sinto-me muito honrado e feliz por teres escolhido um poema meu para publicares.
    Betinha, minha querida amiga, tem um bom domingo e uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Amigo NILSON
    Numa só palavra.
    OBRIGADA POR TUDO.
    Beijito

    ResponderEliminar
  3. Lindo poema querida amiga Betinha ,nos seus olhos apenos vejo o reflexo da minha alma ,muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Amigo Emanuel
    Muito obrigada pela sua passagem,nesta margem.
    beijinho amigo

    ResponderEliminar