SOU EU PRÓPRIA!!!

A minha foto

..Se as flechas perfuram o corpo,

as palavras podem trespassar a alma...

(Umberto Ec

EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

ANTES DE COMEÇAR - Almada Negreiros

ANTES DE COMEÇAR - Almada Negreiros

(Depois de subir o pano, ouve-se um tambor que se vai afastando. Quando já mal se ouve o tambor, o Boneco levanta-se e vai espreitar ao fundo para fora. Entretanto a Boneca senta-se e está admirada de ver o Boneco a andar. Quando o Boneco volta para o lugar, fica admirado de ver a Boneca sentada a olhar para ele.)

O Boneco - Tu também te mexes como as pessoas?!
A Boneca - (Muito baixinho) Shiu!...
O Boneco - ó agora é que dei por isso!
A Boneca - (Idem) Shiu!...
O Boneco - Todas as noites puxo por ti e tu és sempre uma boneca!!!
A Boneca - (Idem) Shiu!
O Boneco - Eu julgava que de nós dois, era eu só que podia mexer-me!
A Boneca - (Sempre muito baixinho) Eu também julgava que de nós dois, era eu a única que podia mexer-me!
O Boneco - E nunca me sentiste a puxar por ti, todas as noites?!
A Boneca - (Idem) É que eu julgava que era o Homem que puxava por mim!
O Boneco - E tu? Puxaste por mim alguma vez?
A Boneca - (Idem) Nunca... nunca experimentei puxar por ti... Eu tinha pena, se ao puxar por ti tu não te mexesses. Por isso nunca experimentei!...
O Boneco - Pois eu, todas as noites, quando o tambor do Homem já vai muito longe, levanto-me e vou espreitar para fora...
A Boneca - Nunca te vi assim!... Às vezes, sentia puxarem por mim mas julgava que era o Homem..., e deixava-me estar boneca...
O Boneco - Se eu soubesse que tu eras como eu!
A Boneca - Se eu soubesse que também tu eras assim!
O Boneco - A culpa é tua! Eu bem puxei por ti, todas as noites!
A Boneca - Que pena! E eu que não adivinhava que eras tu! Olha, Boneco, perdoas? Tu não imaginas como eu sou tímida!...
O Boneco - É asneira!...
A Boneca - Schiu!... Não fales tão alto!
O Boneco - Não está ninguém lá fora! Eu nunca me levanto sem ter pensado primeiro se está alguém lá fora!... Só depois de ter pensado bem é que eu me levanto. E até hoje, ainda ninguém deu por nada... nem tu!
A Boneca - É verdade, nem eu...
O Boneco - Tu és uma tímida!
A Boneca - Pois sou...
O Boneco - E não há razão... pois se temos a certeza de que não está ninguém a ver! Faz algum mal?
A Boneca - Mas se vissem?
O Boneco - Não podem ver!
A Boneca - Tu tens a certeza de que não te podes enganar?
O Boneco - As pessoas é que se enganam! Nós os bonecos, nunca nos enganamos!!!...

Ilustração: títeres da Alemanha – coleção Irma Abirab


(Um beijinho de agradecimento á minha Amiga Sonie)

5 comentários:

  1. Linda a conversa do boneco e da boneca.
    Por tudo que li até os bonecos muitas vezes tem mais sensibilidade do que o ser humano.
    Linda semana grande beijo.
    Evanir..

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde amiga Evanir:
    Efectivamente, encontrei neste "diálogo"...uma lição!!
    Foi-me colocado por uma amiga na m/ página do F.B. e eu não resisti em partilhar.
    Todos sabemos que o Almada Negreiros foi um polifacetado,mas este,encheu-me as medidas!
    Obrigada pela visita
    Tudo de bom
    beijinho amigo

    ResponderEliminar
  3. Parabéns, sem dúvida uma caminhada maravilhosa por este seu blog.
    Lindo como a amiga.

    Virei sempre..

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Lindoooooooooooo! Virei sempre.
    beijinho amiga!

    ResponderEliminar
  5. Obrigada Dolores
    Foi um prazer.
    Talvez seja pouco da minha caminhada!
    Estou a chegar á recta final,e assim,os amigos/as
    ficam com uma imagem do que ainda sou!
    Desculpa, mas hoje estou triste,acabei de receber um má noticia de uma pessoa amiga.
    Beijinhos e volta sempre

    ResponderEliminar