SOU EU PRÓPRIA!!!

A minha foto

..Se as flechas perfuram o corpo,

as palavras podem trespassar a alma...

(Umberto Ec

EU DIGO:

SERÃO SEMPRE BEM-VINDOS AO MEU ESPAÇO.
MUITO OBRIGADA PELA VOSSA VISITA

.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Sonie M.P.
 
 

ALMA PERDIDA - Florbela Espanca


Toda esta noite o rouxinol chorou,
Gemeu, rezou, gritou perdidamente!
Alma de rouxinol, alma da gente,
Tu és, talvez, alguém que se finou!

Tu és, talvez, um sonho que passou,
Que se fundiu na Dor, suavemente...
Talvez sejas a alma, a alma doente
Dalguém que quis amar e nunca amou!

Toda noite choraste...e eu chorei!
Talvez porque, ao ouvir-te, adivinhei
Que ninguém é mais triste do que nós!

Contaste tanta coisa à noite calma,
Que eu pensei que tu eras a minh'alma
Que chorasse perdida em tua voz!...



UMA BOA SEMANA ...

4 comentários:

  1. Um poema fabuloso de uma poeta fabulosa.
    Magnífica escolha.
    Betinha, querida amiga, tem uma boa semana (ou o que resta dela...).
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Amigo Nilson:
    Muito obrigada, pela sempre bem-vinda opinião.
    Continuação da mesma.
    Beijo...

    ResponderEliminar
  3. Triste, este canto de rouxinol... Mas sublime!

    ResponderEliminar
  4. Todos conhecemos a imortal Florbela Espanca
    Sao um "retrato" da sua passagem,nesta vida.
    Obrigada pela visita.

    ResponderEliminar